Ceará pode ser porta de entrada do País em acordo UE-Mercosul – Negócios – Jornal Notícias do Ceará

O acordo de livre comércio entre a União Europeia (UE) e o Mercosul, que deverá ser assinado no primeiro semestre de 2021, poderá abrir um leque de oportunidades para que o Ceará amplie sua participação nas relações entre os dois blocos econômicos. Hoje, as importações e exportações cearenses para a Europa se concentram em países como Bélgica, Holanda, Dinamarca e Alemanha. Com o acordo ratificado, espera-se que Portugal se torne o principal entreposto para empresas brasileiras no continente e o Ceará se consolide como um centro de conexões de cargas para o Nordeste.

“Temos as condições ideais para o Ceará servir como um hub do Nordeste, sendo uma porta de entrada pelo Porto do Pecém”, disse Wandocyr Romero, presidente da Câmara Brasil Portugal no Ceará, durante o painel “Negócios Internacionais”, realizado na manhã de ontem (10) na Expolog 2020. “Com o acordo (UE-Mercosul), vejo o Pecém e o porto de Sines (Portugal) como portas de entrada e saída do Mercosul e da Europa. Para isso, temos que melhorar nossas instalações alfandegárias”.

Segundo Luís Cacho, presidente da Administração dos Portos de Sines (APS), já em um primeiro momento, o setor do agronegócio, em particular o segmento de frutas, poderia ser um primeiro vetor para a atração de investimentos para o Ceará.

“O agronegócio brasileiro é uma grande oportunidade para captação de investimentos estrangeiros e o Ceará é uma região onde já temos muitos players nesse setor. Então, o acordo fará com que esses investidores reorientem suas estratégias e interesses”.

Internacionalização

Por outro lado, a expectativa é que o acordo facilite a entrada de empresas cearenses na Europa por Portugal. “Já temos várias empresas cearenses que tiveram sucesso na internacionalização entrando no mercado português. E 2021 será ainda mais positivo para as oportunidades de negócios”, disse Ana Karina Frota, gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN).

Segundo Eurico Brilhante Dias, secretário de internacionalização de Portugal, o acordo irá permitir a redução de tarifas entre os dois blocos em mais de 90%, com um período de ajustes de 10 a 15 anos. “Portugal está empenhado para que o acordo seja fechado. Agora, precisamos da promoção e do apoio dos empresários para fechá-lo. E pensar na logística, para termos um comércio mais eficiente”. Entre os blocos econômicos, o principal parceiro comercial do Ceará é a América do Norte, seguido por Europa e Ásia.

Expolog

Maior feira do setor no Norte e Nordeste, a Expolog 2020 – Feira Internacional de Logística e Seminário Internacional de Logística- foi encerrada ontem (10), mas permanece no ar em plataforma digital por mais 60 dias. A expectativa da organização é que a feira supere a marca de R$ 600 milhões em volume de negócios.

As rodadas tiveram início na quarta-feira (9), com apresentação das empresas, e o conteúdo continuará disponível na plataforma da Expolog. “Isso é só o começo do processo. A gente vai deixar todo esse ambiente nos 60 dias para que os interessados interajam e consigam fazer negócio”, aponta Julio Cavalcante, secretário executivo de Comércio, Serviços e Inovação no Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Estado (Sedet).

A Expolog é uma realização da Câmara Brasil Portugal no Ceará (CBP-CE), Instituto Future, Prática Eventos e Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Estado do Ceará (Setcarce). A promoção é do jornal Diário do Nordeste. Para mais informações, acesse o site www.Feiraexpolog.Com.Br.



Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios





Por , em 2020-12-10 23:08:09


Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: