Empresa paulista Dasa quer comprar Hospital Gastroclínica em Fortaleza – Egídio Serpa – Jornal Notícias do Ceará

Maior empresa brasileira e latino-americana de medicina diagnóstica, a paulista Dasa, cujo CEO é Pedro Bueno, filho de Edson Bueno, ex-dono da Amil, assinou memorando de entendimentos para avaliar a compra da Gastroclínica, um hospital de médio porte localizado na Avenida Santos Dumont, em Fortaleza. 

Tudo está a indicar que acontecerá mais uma transação local nesse segmento. 

As duas partes estão a conversar e a fazer contas. 

Esta coluna faz questão de lembrar: no ano de 2006, a Dasa comprou, aqui em Fortaleza, o Laboratório Louis Pasteur, numa transação que, na época, causou surpresa, o que não acontecerá desta vez. 

Não é somente o hospital Gastroclínica que poderá ser vendido. 

Há outros, em Fortaleza e no interior do Ceará, que já entraram na alça de mira de grupos naconais e estrangeiros.

POUCA ÁGUA

Por causa da escassez de chuvas, estão secando os grandes reservatórios do País, principalmente os que geram energia elétrica no Sul, onde está Itaipu, e no Sudeste, onde estão Furnas e Ilha Solteira. 

A culpa não é do Governo da União ou dos governos dos estados onde se localizam as barragens, mas da natureza, que, avara, nega as chuvas em volume suficiente para a sua recarga. 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Anaeel), para forçar a redução do consumo, levantou a bandeira da tarifa vermelha, mais cara. 

A partir de segunda-feira, o Governo Federal iniciará, por todas as mídias, uma campanha com o objetivo de conscientizar a população a consumir menos água e menos energia. 

Tchau, 2020!!

BOA SAÚDE

Por que tanto interesse, inclusive de investidores estrangeiros, pela área de saúde no Brasil, a ponto de o grupo cearense Hapvida, o maior do setor, ter hoje valor de mercado no extraordinário patamar de R$ 55 bilhões? 

Duas causas principais: a maior longevidade da população brasileira (cuja perspectiva de vida subiu para quase 77 anos) e a incapacidade do poder público de oferecer saúde de qualidade à população, principalmente à mais pobre. 

Exemplo mais recente desse interesse foi o IPO da Rede D’or – uma das maiores empresas de saúde do País, dona do hospital São Carlos, em Fortaleza – que teve demanda maior do que a oferta, fazendo saltar para R$ 115 bilhões o seu valor de mercado. 

A Rede D’Or é hoje uma das mais valorizadas da Bolsa B3.

PECÉM

No próximo dia 18, haverá reunião do Conselho de Administração da CIPP S/A (Pecém). 

Da pauta, fará parte uma apresentação técnica do Plano de Negócios Estratégicos do Complexo do Pecém, com prioridade para a área industrial. 

A reunião, com participação do Porto de Roterdã, será nos escritórios da CIPP, no Porto do Pecém.

SAINDO

Atenção! É provável que, quando janeiro de 2021 chegar, traga consigo a informação de que um importante secretário do governador Camilo Santana deixará o posto para cuidar de seu projeto pessoal. 

O chefe e o chefiado, que se tratam muito bem, cuidam, pessoalmente, há algum tempo, deste assunto.

EFEITO ESTUFA

Reunidos na manhã desta sexta-feira em Bruxelas (Bélgica), os líderes europeus anunciaram que chegaram a um acordo para reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 55% até 2030, em relação aos níveis de 1990.


O acordo foi anunciado pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, após um longo debate que se prolongou durante a madrugada.


“A Europa é líder na luta contra as alterações climáticas. Decidimos reduzir as nossas emissões de gases com efeito de estufa pelo menos 55% até 2030”, escreveu na rede social Twitter Charles Michel.






Por , em 2020-12-11 06:11:00


Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: