Salgueiro aposta na força do Cornélio de Barros para reverter placar e avançar de fase na Série D – Jornal Notícias do Ceará

Depois de apresentar um bom desempenho na primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro, onde se classificou em segundo lugar no grupo 3, o Salgueiro sofreu um revés para o Vitória da Conquista por 4 a 3, em confronto eletrizando no primeiro jogo da segunda fase. Agora, para avançar às oitavas de final, o Carcará tem uma missão difícil, mas não impossível. Isso porque para reverter a vantagem do adversário neste domingo, às 19h, no Cornélio de Barros, o clube pernambucano precisa de uma vitória por dois gols de diferença ou então uma vitória simples por um gol para levar o confronto aos pênaltis.

E para conseguir o resultado, o Salgueiro aposta no bom retrospecto dentro de casa, onde possui 80% de aproveitamento no ano. É lá onde os torcedores depositam sua maior esperança na classificação. Dos 14 jogos disputados no Cornélio de Barros em 2020, o Carcará venceu nove, empatou três e perdeu apenas dois, sendo um no Campeonato Pernambucano (para o Náutico) e um na Série D (para o Floresta). Além disso, marcou 21 gols (1,5 g/j) e sofreu oito (0,57 g/j). Em 86% dos jogos, o Salgueiro marcou gol no adversário.

Na Série D do Brasileiro, inclusive, o desempenho em casa é ainda melhor, já que o aproveitamento sobe para 85%. Ao todo, foram sete jogos, com cinco vitórias, um empate e uma derrota, além de nove gols marcados e dois sofridos. Como citado anteriormente, a única derrota na competição nacional jogando no Cornélio de Barros foi para o Floresta, por 1 a 0, na 7ª rodada da fase de grupos, no dia 17 de outubro. De lá para cá, não perdeu mais. Foram quatro vitórias em quatro jogos.

Outro dado animador para o torcedor salgueirense é que pelos resultados conquistados no ano, ao menos em cinco oportunidades o Salgueiro venceu por mais de dois gols de diferença (Petrolina, Afogados da Ingazeira 2x, Campinense e Guarany de Sobral). Em outras quatro ocasiões, o time comandado pelo técnico Daniel Neri venceu por um gol de diferença (Sport, Decisão, Atlético-PB, América-RN). Este último resultado no próximo domingo levaria o jogo para a disputa de pênaltis.

LEIA MAIS:

>> Mesmo após título do pernambucano em 2020, técnico do Salgueiro admite dificuldade financeira na Série D

>> Técnico do Salgueiro explica pedido de mudança no horário no jogo decisivo contra o Vitória da Conquista

>> Salgueiro lança novos uniformes e deve estreá-lo no mata-mata da Série D

Para o confronto decisivo, o técnico Daniel Neri pode contar com a volta do meia Thomas Anderson e do atacante Ciel. O primeiro estava cotado para iniciar a partida de ida contra o Vitória da Conquista, mas foi afastado de última hora. Enquanto o experiente camisa 99 treinou com o time durante toda a semana passada, mas foi vetado antes da partida. Agora, os dois podem ficar a disposição do treinador e tem chances de iniciar a partida entre os 11 titulares. Por outro lado, Neri segue sem poder contar com o goleiro César Tanaka e o meia-atacante João Paulo, já que ambos ainda se recuperam de lesão.

MUDANÇA DE HORÁRIO

Durante a semana, o Salgueiro solicitou junto a CBF uma mudança no horário da partida, que estava previsto para acontecer às 16h, mas foi modificada para às 19h deste domingo. De acordo com o técnico Daniel Neri, a mudança visou atender uma melhor performance dos atletas do Carcará, que fizeram bons jogos no Cornélio de Barros à noite durante toda a temporada. “Nos comportamos bastante bem nos jogos a noite. Por isso a gente continua nessa pisada. É um time que tem algum gosto pelo jogo jogado. Não estou falando apenas do horário, mas às 16h tem sol e as 19h não tem, então aí já muda algumas coisas, inclusive na forma de jogar, algumas características que o time tem e isso os valorizam”, disse, antes de ressaltar o planejamento executado para reverter o placar diante do Vitória da Conquista e avançar para às oitavas de final.

“A gente faz o projeto e espera que ele dê certo. Agora, mais uma vez, vamos precisar disso para anular os pontos fortes do adversário. Isso é o principal. Anular os pontos fortes do adversário e tentar ser forte nos pontos fracos que eles têm. Vamos tentar, nas formas que a gente tem, ser mais forte para buscar a vitória. Se possível, com dois gols de diferença”, concluiu, demonstrando confiança numa vitória no tempo normal para evitar uma possível decisão por pênaltis.

RETROSPECTO NO ANO – CORNÉLIO DE BARROS:

14 jogos
9 vitórias
3 empates
2 derrotas
80% de aproveitamento
21 gols marcados e 8 sofridos

  • Salgueiro 2 x 0 Guarany de Sobral – Série D
  • Salgueiro 1 x 0 América-RN – Série D
  • Salgueiro 3 x 1 Afogados da Ingazeira – Série D
  • Salgueiro 2 x 0 Campinense – Série D
  • Salgueiro 0 x 1 Floresta – Série D
  • Salgueiro 0 x 0 Globo – Série D
  • Salgueiro 1 x 0 Atlético-PB – Série D
  • Salgueiro 1 x 1 Santa Cruz – Pernambucano
  • Salgueiro 3 x 0 Afogados da Ingazeira – Pernambucano
  • Salgueiro 1 x 2 Náutico – Pernambucano
  • Salgueiro 2 x 1 Decisão – Pernambucano
  • Salgueiro 2 x 1 Sport – Pernambucano
  • Salgueiro 2 x 0 Petrolina – Pernambucano
  • Salgueiro 1 x 1 Central – Pernambucano

* Em negrito as vitórias do Salgueiro por dois ou mais gols de diferença no ano jogando em casa

PROVÁVEL ESCALAÇÃO

SALGUEIRO
Lucas; Dadinha, Ranieri, Leozão e Daniel Nazaré; Bruno Sena, Tarcísio, Thomas Anderson (Matheus Rosas) e Renato; Daniel Passira e Alison (Ciel). Técnico: Daniel Neri

VITÓRIA DA CONQUISTA
Netto Rocha; Roni, Breno, Silvio e Lucas Franco; Edimar, Fagner, Rodrigo e Natan; Washington e Léo. Técnico: Elias Borges

FICHA DO JOGO

Local: estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro (PE).
Árbitro: Djonaltan Costa de Araujo (PA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Jose Ricardo Guimaraes Coimbra (Ambos do PA)
Horário: 19h



Por , em 2020-12-13 10:03:00


Fonte blogs.ne10.uol.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: