Mais de 1,5 mil profissionais da saúde no Ceará receberam auxílio após contrair Covid-19 – Badalo – Jornal Notícias do Ceará

Durante a pandemia de Covid-19, a Secretaria de Saúde (Sesa) concedeu auxílio financeiro a 1.586 profissionais de saúde cearenses, entre agentes com cargos de nível técnico, médio e superior. O benefício, destinado a profissionais não servidores que atuaram na rede estadual, é concedido em casos de afastamento profissional ou falecimento em decorrência do coronavírus (Sars-Cov-2).

Ainda segundo a Sesa, a família de um profissional vitimado pela doença solicitou suporte financeiro por conta do falecimento.

Profissionais de nível técnico e ensino médio foram os que mais receberam auxílio por afastamento. Pelo menos 712 agentes com a formação tiveram acesso ao suporte financeiro concedido pela Sesa. Em seguida, aparecem os atuantes de nível superior não médicos (636) e os profissionais da medicina (239).

O Ceará ultrapassou a marca de 18 mil agentes infectados pelo coronavírus (Sars-Cov-2). De acordo com o IntegraSUS, plataforma da Sesa que acompanha o avanço da pandemia no Estado, até às 10h10 desta terça-feira (29), 18.448 profissionais foram diagnosticados com Covid-19. Destas ocorrências, 40 evoluíram para óbito.

Técnicos e auxiliares em enfermagem lideram as infecções entre os agentes. Pelo menos 5.188 profissionais da categoria foram diagnosticados com a doença. Em seguida, aparecem os enfermeiros, com 2.734 casos registrados de Covid-19 desde o começo da pandemia. Agentes comunitários de saúde (1.661) e médicos (1.547) completam a lista. Até agora, 11 profissionais da medicina no Ceará não resistiram ao coronavírus.

A Capital, epicentro da epidemia no Estado, é o município com o maior número de agentes de saúde infectados. Desde março, início das contaminações em território cearense, foram 6.919 casos confirmados em profissionais fortalezenses. A cidade é, também, o local com mais óbitos em decorrência do vírus, já que 17 dos 40 agentes de saúde que perderam a vida para a Covid-19 eram residentes de Fortaleza.

Municípios com mais casos

  • Fortaleza: 6.919 casos e 17 óbitos
  • Sobral: 837 casos, nenhum óbito
  • Caucaia: 715 e dois óbitos
  • Juazeiro do Norte: 566, nenhum óbito
  • Crato: 399 e dois óbitos

Os profissionais de saúde diagnosticados com Covid-19 e seus familiares podem solicitar auxílio financeiro à Secretaria de Saúde desde maio. Podem receber o benefício aqueles que atuam na rede estadual, sejam autônomos ou cooperados, que estejam afastados do trabalho por até 30 dias. Caso o afastamento seja inferior ao limite, o pagamento será proporcional aos dias ausentes.

A quantia recebida varia por profissão. Técnicos de enfermagem e profissionais de nível médio devem receber um salário. O benefício para os agentes com nível superior de ensino é de três salários mínimos para os não médicos e quatro salários mínimos para médicos. Em caso de morte por Covid-19, serão pagos 10 salários mínimos à família, cônjuge, dependentes ou pais do profissional. O auxílio é repassado pelo Fundo Estadual de Saúde (Fundes), criado pelo Governo do Ceará.

Para solicitar o benefício por contágio, o profissional deverá preencher o formulário disponibilizado pela Sesa, com informações pessoais e bancárias, além de acrescentar atestado médico. Os dados serão validados junto à direção da unidade de saúde onde a pessoa trabalha. Em caso de morte pela doença, os familiares podem entrar com pedido de seguro.

A população também pode se informar e tirar dúvidas sobre o benefício pelos números (85) 3101 5147 e 3101 5267. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas.

Fonte:
Diário do Nordeste

Por , em 2020-12-29 19:53:00


Fonte www.badalo.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: