Escolas de Fortaleza têm menos de 1% de contágio por Covid-19 e terão reabertura ampliada em 2021, aponta secretário | Ceará – Jornal Notícias do Ceará

A volta às aulas presenciais para crianças e adolescentes no Ceará é considerada como “de alta prioridade” pelo poder público local, em 2021. O titular da Secretaria da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, declarou que as testagens periódicas de professores e estudantes neste ano apontaram taxa de contágio baixa, cerca de 1%, indicando que a reabertura das instituições em Fortaleza será ampliada.

No estado, até a manhã desta quinta-feira (31), 6.994 estudantes cearenses testaram positivo para a Covid-19. Do total, 6.190 estão recuperados e 13 morreram pela doença, segundo dados da plataforma Integra SUS. Dos casos confirmados, 618 foram em Fortaleza; das mortes, sete foram na capital.

O secretário estadual da Saúde aponta que há “um prejuízo enorme” em manter as crianças afastadas fisicamente das escolas e que, por isso, medidas para garantir o retorno têm sido reforçadas.

“Elaboramos protocolo de testagens de professores e testagens aleatórias semanalmente nas escolas, para garantir a segurança. E vimos até agora que o contágio foi baixo, menor que 1%. Se continuar assim, a ideia é que a gente amplie a abertura dessas escolas e universidades”, aponta o secretário.

A segunda onda de casos de Covid-19 vivenciada por Fortaleza, entretanto, emerge como um possível obstáculo aos planos. “A volta às aulas presenciais depende, claro, dos indicadores. O Comitê analisou os números e há uma tendência de redução de casos e óbitos na Capital, mas é preciso que isso se consolide. É necessário dar segurança ao professor, à criança e aos pais”, pontua.

O governador Camilo Santana oficializou, na última quarta-feira (30), o pedido de inclusão de professores no primeiro grupo de vacinação contra a Covid-19 em 2021, por meio de ofício ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e afirmou esperar que o Governo Federal “saiba dar a devida importância à proteção” aos docentes.

  • Cinco municípios do Ceará recebem novas câmaras refrigeradas para armazenar vacinas contra a Covid-19
  • Ceará tem 7,7 milhões de seringas para vacinas contra a Covid-19, diz Dr. Cabeto

Camilo já havia anunciado que as atividades escolares presenciais voltariam a partir de fevereiro do ano que vem, “mas garantindo que tenhamos aulas presenciais e aulas remotas”. O planejamento de retorno das redes pública e privada caberá também às gestões municipais.

Neste mês de dezembro, os preparativos para retorno ao ensino presencial também foram iniciados em Juazeiro do Norte. A Associação das Escolas Particulares do Cariri realiza a testagem em massa dos profissionais da educação da cidade, com meta de testar 300 professores e funcionários diariamente, até completar dois mil testes.

Por , em 2020-12-31 11:39:00


Fonte g1.globo.com

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: