Governo anuncia licitação para implantar bonde elétrico turístico de Fortaleza | Economia O POVO – Jornal Notícias do Ceará

O projeto compreende o percurso entre o Mercado dos Peixes e o Centro da Cidade (Foto: Divulgação/ SSPDS)

O Governo do Ceará anunciou licitação, em regime diferenciado de contratações públicas, para implantação do sistema de transporte urbano sobre trilhos “bonde elétrico turístico” de Fortaleza. O edital, do tipo menor preço, contratará empresa especializada, que deve elaborar desde o desenvolvimento dos projetos executivos de arquitetura, engenharia e sistemas até a operação assistida e entrega à operação comercial do equipamento.

Conforme orçamento previsto pela Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), o valor total da obra é previsto em R$ 214.863.421,67. Somente o projeto executivo de engenharia é orçado em R$ 3.340.320,52. Já o cronograma estima, desde o início até a operação assistida, 15 meses de execução.

A ideia é que o sistema atenda à área turística da cidade, que compreende Avenida Beira-Mar até o Centro da Cidade. Segundo o edital, pretende-se implantar uma solução que, de um lado possibilite estruturar o sistema de transporte coletivo e, de outro, ser elemento para desencadear a requalificação urbana ao longo de toda a região.

São intersecções em nível com a circulação de pedestres, bicicletas e veículos; condições de embarque e desembarque de passageiros pagantes; áreas de transferência para integração com outros modos de transporte; inserção urbanística e paisagística do VLT; preferência por utilização de veículos com tração elétrica; não utilização de catenárias, principalmente no centro histórico e na região da Beira-Mar.

“Uma nova proposta de transporte público se faz necessária e urgente para o sistema de transporte que liga a Beira-Mar ao Centro da Cidade, não somente para atender os atuais usuários, os turistas que circulam nessas áreas, mas também para atrair os usuários de automóvel – a classe média que passou a não ser mais utilitária do transporte público urbano – e aliviar assim o congestionamento das vias públicas. O desafio é atrair para o transporte público essa classe média, ofertando um transporte de qualidade, seguro, eficaz e disponível”, descreve o edital.

Detalhadamente, o projeto é composto pelo trecho localizado entre o calçadão da Beira-Mar, nas imediações do fim da av. Barão de Studart e a Praça da Estação, com aproximadamente 6 km de extensão, paradas, pátio de manutenção e centro de controle. Inclui também intervenções previstas para rede de caminhos para pedestres, adequação geométrica de vias e interseções visando potencializar impactos urbanísticos da implantação do VLT. Mais especificamente, compreende o percurso entre o Mercado dos Peixes e o Centro da Cidade.

Traçado do bonde elétrico turístico
Foto: Reprodução do edital
Traçado do bonde elétrico turístico

 

A implantação das obras civis desse sistema metroferroviário prevê também, possivelmente, algumas ações de infraestrutura tais como a requalificação do viário, reforma de calçadas e reforma de paradas de ônibus. Além destas obras, a implantação de sistemas fixos que permitam o funcionamento do sistema do bonde.

Conforme o Plano Fortaleza 2040 os bondes modernos têm custo de implantação até sete vezes menor que o metrô e manutenção cinco vezes mais barata. Como vantagem, além do custo, fala-se em requalificação da paisagem urbana, redução do espaço para automóvel e aumento do uso do espaço público.

 

Por , em 2020-12-31 12:42:00


Fonte www.opovo.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: