Muito além do futebol: Ceará e Fortaleza se consolidam como clubes de vários esportes – Jogada – Jornal Notícias do Ceará

Investir ou não em outros esportes além do futebol sempre foi um dilema vivido pelos grandes clubes do País. Afinal, os investimentos e receitas dos clubes eram essencialmente voltados para o futebol, modalidade que, sem dúvida, os fez grandes e ter uma massa torcedora para apoiar e, claro, contribuir financeiramente. 

Por anos, os grandes clubes brasileiros deixaram de lado outros esportes, exceto por gigantes como Flamengo, Vasco e Corinthians. E os dois representantes cearenses na elite do futebol, Ceará e Fortaleza, mantinham esta tendência de só investirem no futebol e serem taxados justamente como apenas times de futebol e não clubes esportivos. Mas com ambos mais estruturados, com gestões mais profissionais e visões diferenciadas de marcado, os dois gigantes cearenses passaram a investir em outros esportes, colhendo frutos em 2020 e projetando um 2021 promissor, aumentando os investimentos em diversas categorias.

Legenda:
Fortaleza também investiu no beisebol, um dos esportes mais famosos do mundo

Foto:
Yasmin Pessoa/Fortaleza

O Ceará possui modalidades como futsal profissional e de base, futebol feminino, futebol americano e e-sports, enquanto o Fortaleza tem modalidades como basquete, basquete em cadeira de rodas, futebol feminino, handebol feminino, Power Soccer, paratletismo, e-sports, futsal masculino e feminino, beisebol, hóquei sobre patins.

Em 2019, os clubes começaram a investir de forma tímida iniciando até com parcerias, mas se consolidaram em 2020. Em 2021, devem concentrar esforços ainda maiores, porém, o futebol profissional será a prioridade, já que praticamente toda receita dos clubes são oriundo deles.

Ao ano de 2020 foi de destaques: título cearense invicto do futsal masculino do Ceará e vice da Copa do Brasil; parceria do Fortaleza com o Basquete Cearense e a grande campanha no NBB; campanhas de Ceará e Fortaleza na Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino, com ambos disputando o acesso até a última fase.

Oportunidades

Legenda:
Basquete Cearense fechou parceria com o Fortaleza

Foto:
Thiago Gadelha

O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, afirmou que o Leão busca ser competitivo em todas as modalidades e investirá mais em 2021.

“Nós colocamos um investimento maior no futebol feminino para 2021. Este ano foi relativamente baixo. Quando fizemos o orçamento em 2020, não sabíamos que iríamos jogar a A2, o convite só veio em janeiro. Não sabíamos que ia surgir a oportunidade no Basquete Cearense. São situações que vão surgindo ao longo do ano. Aí cabe decidir se vale a pena, que nível de investimento fazer. O Fortaleza é de verdade um clube, não é só futebol. O clube tem se preocupado em ser competitivo em outras modalidades, atingir novos públicos, não só do futebol, ampliar nossa marca, gerar nível de engajamento, de consumo em outras pessoas. Cria-se uma fidelidade à marca, simpatia, fortalece a marca de um time vencedor, que busca estar sempre representando bem suas cores. Mas o carro-chefe é o futebol profissional, onde o investimento maior é sempre nele”.

Consolidação

Legenda:
Futsal será uma das modalidades fixas do Ceará. Time foi vice da Copa do Brasil

Foto:
Natinho Rodrigues

No Ceará, o diretor de futebol Eduardo Arruda, confirmou o maior investimento no Futsal e Futebol Feminino para 2021.

“O futsal e o futebol feminino são agora categorias fixas no Ceará, pelo sucesso que tivemos em nos últimos anos, em 2019 e principalmente em 2020. A torcida abraçou os projetos, o clube teve retorno em visibilidade e os investimentos serão maiores. Para 2021 investiremos entre R$ 750 e 800 mil no futsal. No feminino, em 2019, investimos R$ 700 mil e em 2020 passamos para R$ 1 milhão. Para 2021, podemos chegar em R$ 1,2 milhão de investimento. Vamos profissionalizar ainda mais o futebol feminino do clube, com vestiário próprio, treinamentos no CT e criação de uma campo sintético. A torcida abraçou, temos um público do futsal feminino. No futsal, abriremos uma categoria de base e criaremos as categorias sub-18 e sub-20”.

Legenda:
Ceará realizou grandes investimentos no futebol feminino

Foto:
Pedro Chaves / cearasc.com

Eduardo Arruda afirmou que outras categorias, como basquete, vôlei e Fut-7 já procuram o Ceará para parcerias. 

“Ainda avaliaremos a continuidade do futebol americano, mas o Ceará está sendo procurado pelo basquete, Fut-7, vôlei, handebol, mas não temos espaço (físico) no clube. O futsal tem o ginásio na sede do clube, assim como o futebol feminino tem as estruturas e os campos do profissional. Mas para termos outros esportes, não é nem questão financeira, mas sim física. Estas categorias teriam que treinar em outro lugar. O foco principal do Ceará é o futebol profissional, mas estamos avaliando sempre outros esportes, já que o Ceará hoje é considerado não só um time de futebol, mas um clube com várias modalidades”.

A permanência dos investimentos dos clubes nas demais categorias reforça a importância social e diversa de clubes de futebol como Ceará e Fortaleza, ampliando os campos de atuação de duas das marcas mais importantes e mais relevantes da sociedade cearense. Ampliam-se também a possibilidade de mais sucessos e mais conquistas para as histórias dos times, já ricas pelos feitos do futebol profissional.



Quero receber conteúdos exclusivos de esporte





Por , em 2021-01-02 22:07:30


Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: