Cinco estabelecimentos são fechados por descumprir decreto em Jericoacoara | Ceará – Jornal Notícias do Ceará

Depois de registrar aglomerações durante o Réveillon de 2021, a vila de Jericoacoara, um dos destinos turísticos mais procurados do Ceará, tem cinco estabelecimentos interditados e outros dois notificados pelo descumprimento do decreto estadual que proíbe festas e shows. No caso dos interditados, as multas a serem pagas podem chegar a valores de até R$ 50 mil.

As medidas foram tomadas após os locais apresentarem aglomerações, com clientes desrespeitando o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social. As ações de fiscalização foram realizadas por órgãos municipais de Caucaia e policiais militares.

Praia de Jericoacoara, no Ceará, voltou a registrar lotação em bares e restaurantes. — Foto: Reprodução

Em nota, a Prefeitura do município solicitou a conscientização de moradores e turistas para o cumprimento das medidas, acrescentando ainda realizar trabalho de conscientização diário com proprietários de hotéis e pousadas.

“A fim de que estes cumpram a legislação vigente e adotem os protocolos de prevenção à Covid-19 em seus respectivos estabelecimentos”, especifica o órgão.

Ao longo da pandemia, o desrespeito das medidas de prevenção da Covid-19 foi flagrado em distintos momentos em Jericoacoara, com multidões aglomeradas e ausência de limite de pessoas por estabelecimentos.

No Ano Novo, mais uma vez foram notificadas aglomerações, não uso de máscaras, som alto e queima de fogos, sendo registradas infrações registradas na Praia de Jericoacoara, pela Polícia Militar.

Em agosto, a partir do dia 8, foi liberado o retorno gradual das atividades na Vila de Jericoacoara, conforme decreto municipal assinado, com isso, ficaram autorizadas as reservas em hotéis, pousadas e meios de hospedagem. Após um mês, em setembro, a rede hoteleira do município, com 7.500 leitos entre hotéis e pousadas, já registrou 100% de sua capacidade ocupada.

Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 minuto:

Por , em 2021-01-03 13:19:00


Fonte g1.globo.com

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: