No Castelão, Ceará precisará se impor contra um Internacional mais reativo – Jogada – Jornal Notícias do Ceará

Nesta quinta-feira (7), o Ceará enfrenta o Internacional na Arena Castelão, às 19h, pela 28ª rodada da Série A do Brasileiro, sonhando em vencer e mudar de patamar na competição, entrando forte na luta por uma vaga na Libertadores. E o adversário do Vovô vem em ótimo momento, com três vitórias seguidas, no G-4 e sonhando com o título nacional.

Em tese, o Inter tinha tudo para tentar se impor no Castelão contra o Vovô, na tentativa de reduzir distância para o líder São Paulo: nove pontos.

Powered by RedCircle

No entanto, cenário do duelo deve ser diferente. Pela característica do Inter de Abel Braga, o Ceará pode se preparar para propor o jogo.

Bem diferente do plantel gaúcho no 1º turno, comandado pelo argentino Coudet: no 1º turno da Série A do Brasileiro, venceram o Alvinegro por 2 a 0 com mais posse de bola (61% x 39%), marcação alta e intensa disputa.

Já com Abel Braga, nem nos três triunfos recentes contra Botafogo (C), Palmeiras (C) e Bahia (F), a equipe teve mais posse. A opção foi de marcação em linhas mais baixas.

Uma mudança de postura que influenciará a forma do Ceará jogar. Como o Inter não marcará pressão no campo adversário, a saída de bola dos volantes Charles e Fabinho será determinante para a construção e armação, dependendo do acerto nos passes.

Legenda:
Guto Ferreira é o técnico do Ceará desde o início da Série A de 2020

Foto:
Thiago Gadelha / SVM

Com os laterais colorados avançando menos – com Abel Braga, Rodinei e Moisés raramente sobem ao ataque juntos – os alvinegros Samuel e Bruno Pacheco terão mais liberdade para atacar. Será fundamental o auxílio deles nas jogadas ofensivas, já que o Inter atua com três volantes (Rodrigo Dourado, Edenilson e Patrick), fazendo conexões com Lima, Vina e Léo Chú.

Como a zaga colorada é alta e de qualidade no jogo aéreo – Rodrigo Moledo e Víctor Cuesta – o trio Lima, Vina e Léo Chú deve procurar Cleber para função de pivô e tabelas, sem concentrar ações do jogo aéreo.

Cléber tem qualidade no setor, sair da área e buscar tabelas para abrir espaços, principalmente com Vina, é alternativa, já que o Inter de Abel Braga costuma recuar para fechar espaços na frente da área na defesa.

Atenção

Se a automação ofensiva precisa ser quase perfeita e sincronizada para furar o sólido sistema colorado, o Vovô precisará ter cuidado na defesa para não ser surpreendido.

Mesmo que o Inter não tenha a mesma dinâmica que apresentava com Coudet, de intensidade ofensiva, a transição da defesa para o ataque é muito acelerada, com Patrick e Edenilson funcionando como válvulas de escape, e o meia Praxedes na articulação.

Assim, o Vovô não pode dar espaços para contra-ataques e deve marcar bem Yuri Alberto, que substitui Thiago Galhardo e vem marcando gols na “Era” Abel Braga.



Quero receber conteúdos exclusivos de esporte





Por , em 2021-01-05 23:00:00


Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: