Fortaleza tem 27 estabelecimentos comerciais fechados por descumprimento de decreto | Ceará – Jornal Notícias do Ceará

A Polícia Militar fechou 27 estabelecimentos comerciais em Fortaleza durante fiscalização nesta sexta-feira (22), por descumprimento ao decreto municipal contra a Covid-19. Na capital, 36 estabelecimentos foram fiscalizados.

Nesta sexta-feira, (22), entrou em vigor o novo decreto em Fortaleza que restringe o consumo de bebida e reforça a fiscalização na capital cearense para que as medidas sejam cumpridas. As normas foram anunciadas após aumento das mortes por Covid-19 e maior procura por serviços de saúde no Ceará, principalmente a capital. Atualmente, cerca de 80% dos leitos de UTI estão ocupados em Fortaleza.

Além de Fortaleza, ações de fiscalização ocorreram em todo o estado como medida para evitar a proliferação do novo coronavírus. Na Região Metropolitana, dos 42 estabelecimentos comerciais fiscalizados, 40 deles foram fechados pela PM.

Na Região Norte, ações de fiscalização ocorreram em 108 comércios. Doze deles foram fechados. Já na Região Sul do estado, 12 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e 4 deles tiveram as portas fechadas.

Polícia Militar fechou 27 estabelecimentos comerciais em Fortaleza nesta sexta-feira (22). — Foto: Rodrigo Carvalho/ PMF

Vigilância Sanitária e Agefis

Ainda durante a sexta-feira (22), a Vigilância Sanitária, com apoio do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRAIO), visitou 12 estabelecimentos comerciais. Cinco deles foram encontrados cumprindo as medidas do decreto municipal; cinco foram interditados e dois foram autuados.

Além disso, a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) fiscalizou 18 estabelecimentos comerciais, sendo que quatro deles foram notificados e um foi interditado.

Ceará retoma leitos exclusivos para pacientes com Covid

O governador Camilo Santana anunciou na quinta-feira (21) que os leitos criados para atender pacientes com Covid-19 no Ceará – e que depois passaram a ser utilizados para outras demandas – vão voltar a atender exclusivamente pacientes com a doença.

O governador afirmou também que áreas comuns de condomínios terão uso proibidos para evitar aglomerações e recomendou que a população não viaje para outros municípios, em especial, saindo de Fortaleza, pois o foco de casos é na capital.

Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 minuto:

Por , em 2021-01-23 20:37:00


Fonte g1.globo.com

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: