Vasco perde para o Fortaleza e segue no Z4 do Brasileirão – Jornal Notícias do Ceará

Uma verdadeira tragédia desde antes de a bola rolar. O Vasco entrou em campo sem Cano, que foi desfalque durante a semana por uma gastroentrerite. Vanderlei Luxemburgo promoveu alterações, o time colocou uma bola na trave no primeiro minuto… mas logo vieram o primeiro gol, o segundo, a imponência do rival e uma derrota por 3 a 0 para o Fortaleza. Com o resultado no Castelão, nesta quarta-feira, o Cruz-Maltino segue na zona de rebaixamento, com 37 pontos, e vê o Leão do Pici abrir quatro pontos.

Quem não faz e quem faz

Com um minuto, na primeira chance do jogo, Benítez arrancou pelo meio e achou Carlinhos na esquerda. O chute do meia foi no pé da trave. Bom sinal? Negativo. Aos seis, David conseguiu uma arrancada de dez metros e achou Igor Torres, que chutou no canto direito de Fernando Miguel. Placar aberto e estratégia vascaína desmoronada.




Segue no Z4: Vasco joga mal, perde para o Fortaleza e se complica ainda mais na luta contra o rebaixamento

Foto: Caio Rocha / Estadão Conteúdo

Vasco perdido, Leão não perdoa

Pois o time já não tinha sem artilheiro, já não tem um repertório vasto de jogadas e enfrentava a quarta melhor defesa da competição. O Vasco, perdido na defesa e no ataque, viu Juninho, Igor Torres e Gabriel Dias voltarem a assustar. Pelo Cruz-Maltino, só Yago Pikachu. Mas foi o Leão do Pici quem fez mais um: o time de São Januário saiu jogando errado, Luiz Henrique deu a assistência e David, de primeira, deslocou Fernando Miguel.

Mesmo com Cano, gol do time da casa

Com duas alterações e desesperado pela vitória, era óbvio que o Vasco pressionaria. Também era evidente que o time da casa jogaria com o contra-ataque a seu favor. E assim Osvaldo serviu a Romarinho, que marcou o terceiro. Pouco depois, o Cruz-Maltino criou boa trama pela esquerda, Gabriel Pec chutou, o goleiro deu rebote e Cano guardou. Mas foi marcada, com o auxílio do VAR, falta de Henrique na roubada de bola, no início da jogada.

Nada mudou

A reta final do jogo foi marcada por duas chance do Vasco. Gabriel Pec, Cano e só. Do lado mandante, uma de Romarinho, duas de Wellington Paulista e fortes dores de Henrique, após lance com Paulão. O zagueiro do Fortaleza caiu com o pé na perna do lateral vascaíno, mas não recebeu cartão. O desespero do jogador vascaíno poderia ser também uma ilustração do problema da equipe na tabela do campeonato.

FICHA-TÉCNICA

FORTALEZA 3 X 0 VASCO

Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)

Data e hora: 10 de fevereiro de 2021, às 21h

Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA-SC)

Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA-SC) e Éder Alexandre (SC)

Árbitro de vídeo: Wagner Reway (PB)

Gramado: Bom

Cartões amarelos: Gabriel Dias e Juninho (FOR); Marcelo Alves, Leandro Castan, Carlinhos (VAS)

Cartões vermelhos:

GOLS: Igor Torres (6’/1ºT 1-0), David (43’/1ºT 2-0) e Romarinho (17’/2ºT 3-0).

FORTALEZA

Felipe Alves, Gabriel Dias (Tinga, 34’/2ºT), Quintero (Wanderson, 34’/2ºT), Paulão e Bruno Melo; Juninho (Ronald, 34’/2ºT), Felipe, Luiz Henrique (Romarinho, 8’/1ºT) e Igor Torres (Osvaldo, 13’/2ºT); Wellington Paulista e David – Técnico: Enderson Moreira.

VASCO

Fernando Miguel; Yago Pikachu (Cayo Tenório, 19’/2ºT), Marcelo Alves, Leandro Castan e Henrique; Caio Lopes (Talles Magno, Intervalo) e Bruno Gomes (Andrey, 19’/2ºT); Juninho (Gabriel Pec, 19’/2ºT), Benítez e Carlinhos; Ygor Catatau (Cano, Intervalo) – Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

 

Veja também:





Gabriel Veron tatuou Libertadores do Palmeiras: veja jogadores que têm conquistas tatuadas

Lance!

  • separator

Por , em 2021-02-10 21:21:00


Fonte www.terra.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: