Sindicato afirma que Banco do Brasil fechará 11 agências no Ceará | Economia O POVO – Jornal Notícias do Ceará

Adesivos foram colados nas portas das agências que estão sendo fechadas no Ceará. Na foto, a agência de Alto Santo, no interior do Ceará. (Foto: Reprodução/ SEEB)

O Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB) anunciou que 11 unidades do Banco do Brasil (BB) serão fechadas no Estado por conta do processo de reestruturação do banco. Além dessas unidades, mais nove agências que existem hoje serão reduzidas a postos de atendimento.

Os números partem de levantamento da própria entidade junto aos funcionários do BB. O sindicato alega que já solicitou várias vezes à direção do banco os detalhes da reestruturação, mas não foi atendido.

Nesta segunda-feira, 22, o Sindicato se reuniu em videoconferência com o Comando Nacional dos Bancários para discutir sobre o fechamento das agências no Brasil. Conforme analisa o presidente do SEEB, Carlos Eduardo Bezerra, o fechamento das agências no Ceará pode desamparar os clientes do banco e gerar superlotação e aglomeração em outras agências.

Ele explica que, durante os meses de janeiro e fevereiro, foram realizados diversos protestos, ação judicial questionando o fechamento das agências e também audiência de mediação com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Conforme afirma Bezerra, na audiência, o Banco do Brasil “se negou a dar informações sobre a reestruturação, inclusive aos procuradores do ministério”.

“Há uma interferência do governo Bolsonaro e o fechamento das agências do BB e a demissão de 5 mil funcionários prejudica o povo. Estamos em uma crise econômica profunda, estamos com a população precisando de apoio e a redução das agências com a redução de funcionários vai aumentar aglomerações com riscos não somente econômicos mas também com riscos sanitários”, avalia o presidente da entidade estadual.

Em resposta aos questionamentos do O POVO, o Banco do Brasil não informou quais agências do Ceará irão fechar as portas, mas confirmou o encerramento de 112 agências, 242 Postos de Atendimento (PA) e 7 escritórios em todo o Brasil.

Segundo o banco, os fechamentos têm como objetivo “trazer mais eficiência à rede de atendimento do Banco, propiciando recursos para abertura das unidades de atendimento especializado e buscando melhorar a experiência do cliente”, informa a nota.

O levantamento aponta a adaptação na rede de atendimento de 361 municípios brasileiros. “O BB manterá sua presença em todos eles, seja com outras unidades próprias já existentes, em 221 municípios, seja com correspondentes bancários “Mais BB”, nos demais”, informa o banco.

Na manhã da última sexta-feira, 19 de fevereiro, o sindicato realizou uma manifestação na agência Empresa Parquelândia, em frente ao North Shopping, que já foi anunciada como uma das que terá as atividades encerradas em breve.

AGÊNCIAS QUE SERÃO FECHADAS (11 unidades):

Empresa Parquelândia (Fortaleza)

Aerolândia (Fortaleza)

Barão de Studart (Fortaleza)

Santana do Cariri

Juaci Sampaio (Caucaia)

Alto Santo

São João do Jaguaribe

Itaiçaba

Posto de Atendimento de Ibiapina

Dois Postos de Atendimento vinculados à Tabuleiro do Norte

 

Agências que virarão Posto de Atendimento (9 unidades):

Orós

Cambeba (Fortaleza)

Aiuaba

Catarina

Irauçuba

Morrinhos

Ipueiras

Frecheirinha

Iracema (posto sem atendimento de caixas)

Fonte: Sindicato dos Bancários do Ceará

SOBRE O ASSUNTO | Sindicato dos Bancários do Ceará adere à greve e contabiliza fechamento de oito agências do Banco do Brasil no Estado

+ Segundo Banco do Brasil, 88 unidades pelo País aderiram à paralisação

+ Banco do Brasil tem lucro de R$ 13,9 bilhões em 2020

 

 

Por , em 2021-02-23 00:06:00


Fonte www.opovo.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: