“Uma canção em inglês não se diferencia” – Jornal Notícias do Ceará

‘Love Is On My Side’, dos Black Mamba, é a primeira canção integralmente cantada noutra língua que não o português a ter vencido do Festival da Canção.

Eleita como representante portuguesa na Eurovisão, que se realiza em maio na cidade holandesa de Roterdão, a composição da banda portuguesa reacendeu a discussão sobre a pertinência de Portugal se fazer representar no certame europeu com uma canção noutra língua que não o português. A própria banda não contava vencer, assume, precisamente por nunca até aqui uma canção cantada noutro idioma ter ganho o Festival. “Fizemos história hoje”, afirmou Tatanka no rescaldo da gala de sábado.

Em declarações ao site N-TV, do Jornal de Notícias, Tozé Brito, autor da música de várias canções vencedoras do Festival da Canção (Gemini, Doce, Adelaide Ferreira), começa por considerar a escolha da RTP “perfeitamente legítima”. Contudo, “as pessoas veem o Festival como a Seleção Nacional, mas não é”, ressalva. “É apurada uma canção da RTP, que escolhe o seu representante”, considera Tozé Brito, deixando porém claro que nunca defendeu uma música portuguesa cantada em inglês. “Amália, Madredeus, Mariza, Ana Moura ou Salvador Sobral têm ou tiveram sucesso devido ao exotismo da nossa língua. Uma canção em inglês não se diferencia, cai no caldeirão das canções”, acredita, repetindo uma tese que já antes defendera.

Tozé Brito aponta “a única exceção”, os Moonpell, “uma banda portuguesa que canta inglês e tem sucesso lá fora”.

Por , em 2021-03-08 11:43:00


Fonte blitz.pt

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: