Prefeituras do Cariri decidem não adotar medidas mais restritivas contra Covid-19, no Ceará | Ceará – Jornal Notícias do Ceará

Gestores municipais de cidades da região do Cariri, no Ceará, decidiram em reunião realizada na tarde desta terça-feira (9) não adotar medidas mais restritivas contra a Covid-19. O resultado da votação entre os gestores das cidades foi de 17 contra medidas mais rígidas e 10 a favor.

Técnicos da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) participaram da reunião e alertaram aos gestores dos riscos de não adesão às medidas. Eles argumentaram que com a rapidez de transmissão do novo coronavírus nesta segunda onda em todo o Ceará, a rede de assistência pode colapsar.

Embora tenham votado contra as ações mais rígidas, os prefeitos disseram que vão adotar outras providências para tentar conter o avanço da doença na região, que tem quase 100% de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), conforme a plataforma IntegraSUS.

Votaram contra medidas mais rígidas:

  • Iguatu
  • Nova Olinda
  • Jardim
  • Várzea Alegre
  • Missão Velha
  • Santana do Cariri
  • Icó
  • Juazeiro do Norte
  • Aurora
  • Jati
  • Campo Sales
  • Lavras da Mangabeira
  • Cedro
  • Tarrafas
  • Granjeiro
  • Caririaçu
  • Farias Brito

Votaram a favor de medidas mais rígidas:

  • Brejo Santo
  • Crato
  • Milagres
  • Barbalha
  • Pena Forte
  • Mombaça
  • Assaré
  • Barro
  • Mauriti
  • Altaneira

O governador Camilo Santana anunciou na tarde desta terça-feira (9) a entrega de 21 novos leitos semi-intensivos e de enfermaria para tratamento de pacientes com Covid-19 no Hospital Dr. Agenor Araújo, no município de Iguatu, no sul do Ceará. A intenção é que os equipamentos permaneçam após a pandemia de forma que os pacientes não precisem se deslocar para outras cidades em busca de atendimento.

Hospital Dr. Agenor Araújo, em Iguatu, recebe 21 leitos de enfermaria e semi-intensivo para Covid-19. — Foto: Divulgação

Também nesta terça-feira (9), o Hospital Geral de Fortaleza (HGF) recebe mais 37 vagas de enfermaria.

  • Ceará tem 10 cidades com previsão de oxigênio em colapso, diz Aprece
  • Ceará vai receber 8º lote de vacinas nesta quarta-feira, com 109.800 doses da CoronaVac

“Estamos ampliando leitos em todas as regiões do Ceará. Aquelas que nunca tiveram um leito de UTI hoje têm esses equipamentos para atender a população e essa estrutura vai permanecer para atender a demandas futuras. A nossa meta é que nenhum cidadão precise sair da sua região para fazer uma cirurgia ou ter um atendimento”, disse.

Conforme Camilo, o estado já possui 1.013 leitos de UTI em funcionamento. O estado vai continuar abrindo mais leitos nos próximos dias para aumentar a capacidade de atendimento principalmente nos casos mais graves da doença.

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou que o estado vai receber mais 109.800 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira (10) pela manhã. O lote contém a vacina CoronaVac para primeira e segunda doses e será transportado em voo da Latam, com pouso previsto para 10h05.

A nova remessa vai ser destinada para vacinação dos idosos a partir de 75 anos e trabalhadores da saúde, que são grupos prioritários da primeira fase do Programa Nacional de Imunização (PNI).

  • Ceará receberá novos lotes de vacina contra a Covid-19 nos dias 10 e 24 de março

O Governo do Estado abriu cadastro de vacinação para todos os grupos prioritários pela plataforma estadual Saúde Digital, da Secretaria da Saúde. A plataforma integra dados e informações dos municípios cearenses que aderirem ao sistema. (acesse o site para cadastro da vacinação contra Covid-19)

Novo lote vai ajudar a completar a vacinação de idosos e profissionais de saúde — Foto: Anna Beatriz Lourenço

Para o cadastro, é preciso informar nome completo, CPF, data de nascimento, raça, número do cartão nacional de saúde e telefone para contato, endereço, e-mail e telefone, entre outros. Caso o cidadão não tenha acesso à internet, a prefeitura municipal deve informar em breve como será o procedimento de cadastro para essas pessoas.

Aqueles que fazem parte do primeiro grupo e que ainda não foram vacinados, também podem realizar a inscrição no portal. A vacinação seguirá o calendário de cada município cearense. Os cadastros ficarão armazenados em um banco de dados, caso o inscrito não faça parte do grupo que está sendo vacinado.

Quem estiver em qualquer uma das quatro fases iniciais de vacinação especificadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde podem fazer o cadastro. As divisões são:

Fase 1 (no momento, pessoas deste grupo estão sendo vacinadas):

  • População indígena aldeada
  • Idosos a partir de 60 anos institucionalizados
  • Trabalhadores de Saúde
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas
  • Idosos a partir de 75 anos
  • Povos e comunidades tradicionais quilombolas
  • Idosos a partir de 60 anos
  • Pessoas com deficiência permanente grave
  • Pessoas com morbidades
  • População privada de liberdade
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade
  • Forças de segurança e salvamento
  • Forças Armadas
  • Trabalhadores de Educação do Ensino Básico
  • Trabalhadores de Educação do Ensino Superior
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros
  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário
  • Trabalhadores de transporte aéreo
  • Trabalhadores de transporte aquaviário
  • Caminhoneiros
  • Trabalhadores industriais

O Ceará deve receber ainda neste mês de março o oitavo e nono lotes de vacinas contra a Covid-19. De acordo com o governador Camilo Santana, a informação foi confirmada nesta segunda-feira durante reunião com ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade. Não foi divulgada a quantidade de doses que serão enviadas a cada estado.

Conforme plano nacional de distribuição de vacinas, os estados devem receber já nesta quarta-feira (10) um lote com a CoronaVac, imunizante desenvolvido na China e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Em 24 de março deve chegar uma carga com vacinas da AstraZeneca/Oxford, segundo a Fiocruz. As duas vacinas devem ser aplicadas em duas doses em cada pessoa para garantir a imunizada contra a Covid-19.

Veja as principais notícias do Ceará

Por , em 2021-03-09 20:11:53


Fonte g1.globo.com

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: