Saudade: Há cinco anos o Ceará perdia seu maior ídolo – Notícias – Jornal Notícias do Ceará

Há exatos cinco anos, em 9 de março de 2016, vítima de uma parada cardiorrespiratória, morria Gildo Fernandes de Oliveira, ídolo maior do Ceará Sporting Club, aos 86 anos.

O ex-atacante começou sua carreira pelo Santa Cruz em 1957, mas foi pelo Ceará que sua carreira se notabilizou, sendo o recordista de gols pelo Vozão, com 246 tentos nas duas passagens pelo clube, entre 1960 e 1966 e 1969 e 1971.

Ainda atuou por América de Rio Preto e Calouros do Ar, este seu último clube, entre 1972 e 1973.

O corpo de Gildo foi velado na sede do Ceará, que na ocasião divulgou a seguinte nota oficial:

“A nação alvinegra está de luto e profundamente triste pela partida do nosso maior ídolo Gildo Fernandes. Nosso artilheiro honrou o manto alvinegro e nos deixou uma grande história que nos enche de orgulho. Nossa solidariedade à família. O Ceará Sporting Club está em luto”.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A HISTÓRIA DE GILDO NA SEÇÃO “QUE FIM LEVOU?”

 


Uma das formações do América durante o Paulistão de 1966. Em pé, da esquerda para a direita, estão Ambrósio, Tubá, Nelson Coruja, Adelson, Neury Cordeiro e Mota; agachados, na mesma ordem, estão o massagista Antônio “Tio Nico” Sutto, J. Alves, Cardoso, Gildo, Raul e Caravetti. Nesta época, a imprensa da capital começou a chamar o time de “Rei da Mata”


 


 


Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto:


Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

Homenagem que Gildo recebeu do Ceará, em 2011. Foto: Site Oficial


 

O antológico gol de Cícero em 1971, na primeira das três partidas da decisão do Campeonato Cearense. O goleiro Cícero bateu o tiro de meta e a bola acertou na cabeça de Gildo, que caiu no chão e nem viu a bola entrar no gol adversário e dar a vitória ao Vozão. Ilustração/Revista Oficial do Ceará Sporting Club, edição de julho/agosto de 2011


 

Na década de 60 e em 2011


 

Destaque na Revista Oficial do Ceará Sporting Club, edição de julho/agosto de 2011. Foto: Igor de Melo


 

Capa da Revista Oficial do Ceará Sporting Club, edição de julho/agosto de 2011. Foto: Igor de Melo


 

Comemoração do exército em 1966, batalha de Tuiti. Quadrangular Ceará, Ferroviário, Fluminense e Botafogo-RJ com o Ceará campeão. Ceará 1 x 0 Botafogo-RJ. Da esquerda para a direita: Tangerina, Edilson Araújo, Nelson, Fernando Carlos, Manguaba, Gildo, Aldir, João Carlos, Laudenir, Capturas e George. Foto enviada por Marcos Medina


 

No Ceará, em 1966. Da esquerda para a direita, em pé: Aloisio Linhares, Capturas, Nelson, Laudenir, Edilson Minhoca e Tangerina. Agachados: Leto, João Carlos, Gildo, Dionir e Edilson Araújo. Foto enviada por Marcos Medina


 

No Ceará Sporting Club. Da esquerda para a direita, em pé: Nelson, George, Capturas, Laudenir, Tangerina, Mangaba e Sousa (massagista). Agachados: Cleto, João Carlos, Gildo, Dionir e Edilson Araújo. Foto enviada por Marcos Medina




Por , em 2021-03-09 08:00:00


Fonte terceirotempo.uol.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: