Enquanto sai a vacina, vamos de arte… | clovis-holanda – Jornal Notícias do Ceará



“Everydays: The First 5,000 Days”, obra do artista Beeple, foi leiloada por US$ 69,3 milhões de dólares, um recorde para um trabalho completamente digital

Enquanto o mundo e o Brasil fecham seus acordos com o vírus e suas variantes, vamos aliviando por aqui com três novas do mundo da arte. Já dizia o poeta maranhense Ferreira Gullar: “A arte existe porque a vida não basta”. Ou, como sempre fala um amigo querido, “vamos nos desesperar, mas com calma” – adoro isso.

Fundação Edson Queiroz comemora 50 anos de atividades com a exposição “50 duetos”. Curadora Denise Mattar propõe conexões entre mais de 100 obras de arte do acervo da entidade com a proposta de “abrir caminho a novos raciocínios e instigar o
público à reflexão”.

O nome “Duetos” explica o formato em que as obras estarão dispostas, formando pares, de uma maneira ao mesmo tempo lúdica e reflexiva. “Liberta a história clássica da arte de enquadramentos formais ou conceitos fechados, padrões artísticos e gostos estéticos de diferentes épocas onde se enamoram, e revela o quão elástico e múltiplo é o potencial artístico em seu modus operandi de esculpir o belo para fazer pensar”, diz Lenise Queiroz, presidente
da Fundação.

Os visitantes poderão ouvir o depoimento do artista plástico paraibano João Câmara (1944), sobre “Langueur do Outono/O tango em Maracorday”, 1989, cujo dueto é formado com “Figuras femininas” (cerca 1900) de Belmiro Barbosa de Almeida, por exemplo.

Já a obra “Melancholy” (2008), do paulistano Vik Muniz, faz composição com “Duas Amigas” (cerca 1914), de Lasar Segall (1889-1957). Os perfis em óleo sobre tela “Autoretrato” (cerca 1924), de Ismael Nery (1900-1934), e “Perfil V” (1984), de Iberê Camargo (1914-1994) completam outro par de obras em exposição.

As jangadas de “Secando a Vela” (1926) do óleo sobre tela de Vicente Leite são atualizadas na série “Mucuripe” (1952-2011), do fotógrafo Chico Albuquerque, ambos do Ceará. Sérgio Helle, José Guedes e Sérvulo Esmeraldo são outros nomes da Terra a participar
de “Duetos”.

Abertura será no dia 23 de março, de forma virtual, com transmissão às 19h pelos perfis da Universidade de Fortaleza na Internet. Todos os protocolos de segurança são rigorosamente seguidos e informações sobre previsão de abertura para visita presencial pelo telefone (85) 3477.3319. Uma mostra desta envergadura e no atual cenário é um presente para as mentes. Natureza e arte curam.

Saindo daqui diretamente para a tradicional casa de leilões Christie’s, em Nova York…

A venda de uma obra inteiramente digital do artista americano Beeple por 69,3 milhões de dólares vem sendo apontada como uma revolução que vive um segmento do mercado de galerias que, por muito tempo, foi mantido
sem alardes.

A peça, intitulada “Everydays: The First 5,000 Days”, uma coleção de desenhos e animações feitos durante 5.000 dias consecutivos, coloca Mike Winkelmann, o nome real de Beeple, entre os três artistas mais caros do mundo em vida, em todos os aspectos.

A venda durou duas semanas e estabeleceu um segundo recorde: cerca de 22 milhões de internautas acompanharam os últimos minutos no site da Christie’s. Foi a primeira venda de uma obra totalmente digital por uma grande casa de leilões no mundo – novos tempos…

Só mais uma, na mesma seara…

O mais famoso dos artistas urbanos anônimos, inglês Banksy espera arrecadar mais de 3 milhões de libras (4 milhões de dólares) para a saúde pública britânica com o leilão de um de seus quadros, que oferece “esperança” em plena pandemia de coronavírus.

Ele doou a obra, com o título “Game Changer” (mudança no jogo) ao hospital de Southampton, sul da Inglaterra, em maio de 2020, durante a primeira onda da pandemia de covid-19. “Game Changer” será leiloado em 23 de março e está avaliado entre 2,5 e 3,5 milhões de libras, quem se habilita?

Já que entramos no mundo hospitalar, abro aqui parêntese para elogiar o trabalho combativo dos médicos Daniel Holanda (diretor geral), Francisco de Lucena (diretor médico) e Judith Caetano (diretora técnica), da linha de frente do Hospital Geral de Fortaleza. Unem a expertise em gestão hospitalar à ética, humanidade e compromisso com a população, virtudes já reconhecidas publicamente pelo governador Camilo Santana e pelo secretário da Saúde, Dr. Cabeto.

Outro profissional em evidência, no trabalho de amparo aos acometidos com a Covid-19 e outras doenças é o cardiologista Igor Rêgo, do Hospital São Matheus. Não mede esforços para acolher e salvar vidas. A eles e a todos os demais profissionais de saúde, nosso muito obrigado.

Ainda neste campo, ando meio confuso. Algumas pessoas que me mandavam mensagens argumentando com muitos números e estudos a ineficácia das vacinas contra a Covid-19 estão agora enviando vídeos e textos bem completos exaltando o poder do imunizante, a “nossa arma”. Difícil acompanhar o raciocínio das mentes e redes, não é?

Vamos focando aqui nas vitórias…

Muito felicitado em seu Instagram o cearense Ronaldo Parente, grande professor e pesquisador da Florida International University. Compartilhou o momento em que recebia a vacina nos EUA com uma mensagem: “(…) Sinto e rezo por aqueles indefesos que não têm como se defender por culpa de políticos e governantes corruptos e sem senso ético e moral. Mas a história se lembrará dos culpados. God Bless”.

Moradora de Londres, a artista visual cearense Tetê de Alencar – faz sucesso na Europa – também já foi imunizada por estes dias.

 


Clique na imagem para abrir a galeria











Por , em 2021-03-17 23:00:00


Fonte mais.opovo.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: