Polícia investiga desaparecimento de bebê de oito meses em Fortaleza – Segurança – Jornal Notícias do Ceará

A Polícia Civil do Ceará (PCCE) investiga o desaparecimento de Klarysse Jasmin Tavares Alves, de apenas oito meses de idade. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ela desapareceu no último domingo (14) e, até a noite desta quarta-feira (17), não havia sido encontrada.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apura o caso. “As investigações iniciais apontam que a criança foi levada da casa onde mora com os pais, no bairro Montese”, informa nota da SSPDS.

A ação teria ocorrido enquanto a mãe da bebê dormia.

Legenda:
A DHPP publicou foto da criança e dos pais em redes sociais.

Foto:
dviulgação/PCCE

Policiais civis estão em diligências para localizar o paradeiro da criança. Informações adicionais serão repassadas “em momento oportuno”, visando não comprometer o trabalho das forças de segurança em andamento.

Mãe denuncia sequestro

A mãe da criança, Kilmara Tavares, relatou ao Diário do Nordeste que a filha teria sido levada pelo próprio pai na madrugada de sábado (13) para domingo (14). De acordo com a mãe, o sumiço se deu “na calada da noite“, enquanto ela dormia.

O casal, atualmente em processo de separação, teria tido uma “discussão boba” na tarde do sábado. 

Ao acordar, a mulher percebeu que nem a criança, nem o marido estavam em casa. Ainda segundo ela, também desapareceram um carrinho de bebê, mamadeira, um pacote de fraldas, leite, massa de mingau e uma bolsa com pertences de Klarysse. “Ele não levou nada dele, até os documentos dele ficaram. Não levou nem celular, nem cartão”, diz, acrescentando que os documentos da criança permaneceram no local.

Kilmara chegou a procurar familiares do pai da menina, mas não conseguiu mais informações acerca do paradeiro dele.

Além de ter levado o caso à DHPP, Kilmara conta com o auxílio de duas pessoas ligadas ao ex-companheiro. Ela chegou a ir ao bairro Pirambu, local onde já residiu, mas não encontrou respostas. “Eu não faço ideia de onde ele esteja. Pode estar lá, aqui”, destaca de modo reticente. “Estão sendo dias horríveis“.

Ajude nas buscas

Informações que possam auxiliar a Polícia a encontrar a criança podem ser repassadas pelo telefone (85) 3257-4807, da 12ª delegacia do DHPP.



Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança





Por , em 2021-03-17 18:30:00


Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: