Representante de restaurantes pede que Doria tome medidas adotadas por governadores petistas – Jornal Notícias do Ceará

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – “O anúncio de redução do ICMS de leite e carne feito pelo governador de São Paulo, João Doria, nesta quarta (17), é só um recuo e não resolve o problema dos restaurantes”. A afirmação é do presidente da ANR (associação do setor), Cristiano Melles, que vem pedindo medidas ao governo do tucano para injetar recursos diretamente nos estabelecimentos.


“Ele aumentou o ICMS antes e agora está fazendo coletiva para anunciar que está baixando, como se fosse um presente para o setor. Sendo São Paulo o estado mais rico, ele deveria começar um processo de auxílio, como fizeram o Piauí e o Ceará. Tem que apoiar os funcionários do setor, quem está na base”, afirma Melles.


O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou neste mês uma série de medidas para os bares e restaurantes, como isenção de conta de água e IPVA, além do pagamento de um auxílio emergencial de duas parcelas de R$ 500 aos funcionários que perderam o emprego.


O governo do Piauí, de Wellington Dias (PT), também anunciou seu projeto de auxílio de duas parcelas de R$ 500 para os trabalhadores de bares, restaurantes e eventos, além de renegociação de tributos.


Segundo pesquisa da ANR, mais de 80% dos restaurantes não terão caixa para honrar o próximo salário de garçons e cozinheiros.



Por , em 2021-03-17 17:06:00


Fonte www.meon.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: