Patrícia Leitte adia planos de gravidez após descobrir adenomiose: “Fiquei assustada” – Quem – Jornal Notícias do Ceará

Patrícia Leitte e Lucas Teixeira (Foto: Reprodução/Instagram)

Patrícia Leitte, que precisou adiar o sonho de ser mãe novamente ainda este ano, tem fé que terá o tão sonhado filho com o marido, o médico Lucas Teixeira. Diagnosticada com adenomiose, doença que causa espessamento dentro das paredes do útero e pode causar complicações como gravidez ectópica ou aborto, conta que está se preparando para uma gestação após os 35 anos, sua idade atual. Patrícia já está em tratamento – que pode durar até um ano e meio.

“Nos casamos em fevereiro, depois de um mês juntos e já queríamos engravidar. O Lucas queria muito ser pai, eu também queria muito e começamos a tentar logo. Eu não tomava nada, minha menstruação atrasava”, conta ela a Quem. “Cheguei a ficar com até 50 dias de atraso e sentia uma dores esporádicas que vinham e sumiam sem motivo aparente”, lembra ela, que já tem um filho, David, de 14, de um relacionamento anterior. 

Preocupada, ela procurou sua médica, que indicou uma ultrassonografia transvaginal.
“Chorei, fiquei triste porque doença assusta e eu não sabia o que era. Tinha feito todos os exames em janeiro, fiquei com medo. Precisei fazer uma ressonância magnética para confirmar que era adenomiose e foi terrível, não quero fazer nunca mais”, diz Patrícia, explicando que entrou em pânico dentro do aparelho – uma espécie de tubo onde o paciente fica deitado. “Também chorei várias vezes com medo de ser endometriose”, diz.

 Patricia Leitte e Lucas Teixeira (Foto: Arquivo pessoal)

Patricia Leitte e Lucas Teixeira (Foto: Arquivo pessoal)

Com o diagnóstico de adenomiose, que no caso dela ocorreu no útero e no ovário esquerdo, Patrícia já começou o tratamento, combinando medicação, exercícios e alimentação, e que deve durar de um ano a um ano e meio. Ela e Lucas, que usavam camisinha antes de decidir engravidar, agora recorrem à tabelinha porque a ex-BBB não pode usar anticoncepcional.

“Minha médica, Denise Vasconcellos, aqui de Fortaleza, me disse ‘Patrícia, do jeito que você está é muito difícil você engravidar, mas ninguém pode dizer que não vai acontecer porque a natureza é uma coisa muito diferente para cada um’”, lembra, ressaltando que não tem controle sobre o futuro. “A gente faz um plano e Deus faz outros. Não era o momento”, diz, contando que uma amiga previu que o bebê ainda vem. “Ela é missionária, não sabia de nada, e disse que teve uma revelação que nosso filho, uma menina, só vai vir daqui a dois anos.

Patrícia e Lucas sempre tiveram certeza de que queriam ser pais. “Na lua de mel em Salvador já fizemos o primeiro teste de gravidez e contamos para os fãs. Resolvi falar da adenomiose porque paramos de falar no assunto e nos perguntavam se tínhamos desistido. Mas eu não queria contar sem ter certeza do que era”, explica ela, acrescentando que a notícia foi um baque.

Patrícia Leitte, do BBB18, e o médico Lucas Teixeira (Foto: Reprodução/Instagram)

Patrícia Leitte, do BBB18, e o médico Lucas Teixeira (Foto: Reprodução/Instagram)

Lucas ficou muito triste, minha sogra também. Todos nós queríamos muito um bebê. Eu fiquei muito assustada, mas Lucas foi me explicando que tem tratamento, que vou ficar bem”, diz.
Patrícia e Lucas têm o apoio dos amigos no sonho de ter um filho. Ela conta que o casal teve um jantar com o comediante Tirulipa e sua mulher, Estefância Lemos, que chegaram a indicar à ex-BBB e ao médico o nome do especialista que os ajudou quando fizeram inseminação artificial para ter as duas filhas, Layla, de 9 anos, e Lunna de 5. “Ele passou esse contato para a gente e, se não conseguirmos engravidar naturalmente, vamos tentar fazer”, adianta Patrícia.

Ela diz que não tem preferência pelo sexo do bebê, mas já escolheu os nomes: Luca, se for menino, e Sara, se for menina. “O que vier é bem-vindo”, diz. Ela conta que depois David,  sempre quis ter mais filhos, mas não encontrava o parceiro certo. “Passei por vários relacionamentos em que não tinha segurança na relação para isso. Você ter um filho como eu tive, criar só, é muito ruim. E eu sempre pensei em ter um relacionamento que perdurasse”, desabafa.

Patrícia diz ter consciência de uma gestação aos 20 anos, quando engravidou de Davi, não é a mesma coisa que ter outra depois dos 35 e, por isso, já está se preparando. “Faço mais atividades físicas, com muito cardio e aeróbico. Também tenho uma alimentação diferenciada, sem doces e refrigerantes, até porque mesmo a alimentação contribui para curar a adenomiose”, explica.

 Patricia Leitte com o filho e o namorado (Foto: Arquivo pessoal)

Patricia Leitte com o filho e o namorado (Foto: Arquivo pessoal)

A ex-BBB não tem medo de ser mãe “mais tarde”. “O receio que eu tenho é do mundo que a gente tem hoje. E é complicado como, quando eu tive o David, você fica sozinha. Mas o Lucas é uma pessoa fantástica e é outra coisa quando você tem um companheiro do lado para dividir”, pondera.

Enquanto continua o tratamento, Patrícia já imagina detalhes do quartinho do filho. “Tanto Lucas quanto eu gostamos de bichos e pensamos em um tema tipo safári, com macaquinho, leão…”, sonha.

Patrícia Leitte e o marido, Lucas Teixeira (Foto: Reprodução/Instagram)

Patrícia Leitte e o marido, Lucas Teixeira (Foto: Reprodução/Instagram)

Patricia Leitte e o namorado, Lucas Teixeira (Foto: Arquivo pessoal)

Patricia Leitte e o namorado, Lucas Teixeira (Foto: Arquivo pessoal)



Por , em 2021-06-19 09:16:01


Fonte revistaquem.globo.com

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: