Live “Quando a segunda chance é primeira” apresenta adolescentes como protagonistas – Jornal Notícias do Ceará







29 de julho de 2021 – 17:27
#formação #jovens #parceria #Rede Cidadã #socioemocional




Em parceria com a Rede Cidadã, a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo – Seas – realizou na manhã desta quinta-feira (29) uma live que abordou o tema: “Quando a segunda chance é a primeira”. Em pauta, os resultados da formação socioemocional dos jovens na sociedade. Foram momentos de grande emoção, ensinamentos e aprendizagem para todos os atores envolvidos.

Nessa reunião virtual, além de representantes da Rede Cidadã, da empresa J. Macedo, do Sistema de Justiça, Poder Executivo e profissionais da Seas, três adolescentes internos do Centro Socioeducativo Dom Bosco, participaram da live na sede da Seas e se transformaram no centro das atenções, funcionando como apresentadores ao lado da coordenadora de monitoramento, Ana Cruz.

Diretamente dos Centros Socioeducativos Cardeal Aloísio Lorscheider (CSCAL), Canindezinho e Dom Bosco (na modalidade virtual), os adolescentes, sob a orientação dos socioeducadores, fizeram seus depoimentos e recitaram poesias em homenagem aos convidados. “Um momento inesquecível”, disse emocionada a diretora do Dom Bosco, Larissa Carmerino.

O superintendente da Seas, Roberto Bassan agradeceu à equipe da Rede Cidadã, em nome do doutor Fernando Alves, diretor executivo da Rede e afirmou que “processo como esse mostra a atuação da sociedade civil nos centros socioeducativos, das parcerias e de como a atuação baseada em tecnologias sociais fazem a diferença e impactam as nossas realidades”.

Roberto informou que além da parceria com a Rede Cidadã, esse ano ainda há um compromisso da superintendência para o lançamento do Programa de Egressos: “Na verdade, será um programa de oportunidades e cidadania para que esses adolescentes acompanhem. E dizer ao doutor Fernando Alves que há um interesse muito grande na renovação dessa parceria, na pactuação de novas metas e que a gente cause um impacto na vida desses jovens e no contexto dos centros socioeducativos”, colocou.

E finalizando, Bassan citou o pedagogo Antônio Carlos Gomes da Costa, referência no Sistema Socioeducativo. “Ele dizia que para trabalhar no sistema socioeducativo e com esses jovens, temos que ter uma lógica inversa a São Tomé, apóstolo quando encontra Cristo, pede para ver as chagas – ver para crer. No nosso caso, a gente tem que crer nesses jovens, crer nos processos, para depois ver resultados. Nós estamos tentando visualizar os resultados nessa lógica que deu certo”, concluiu.

O superintendente adjunto, Alberto Banhos fez referência ao tema da live que é muito grandioso: “Quando a gente traz nessa live que a segunda chance, na verdade, é a primeira para os jovens, faz um impacto agressivo para a gente e no próprio desenvolvimento da política socioeducativa. É com muito orgulho que nós vemos os resultados positivos da Rede Cidadã juntamente com o Sistema Socioeducativo”, comemorou Alberto.

Emoção e compromisso

O diretor executivo da Rede Cidadã (sede em Belo Horizonte), Fernando Alves, mostrou-se visivelmente emocionado com a qualidade do encontro: “Fiquei mais emocionado e arrepiado quando o Roberto Bassan citou o nome do professor Antônio Carlos Gomes da Costa. Ele foi um grande aliado da juventude do nosso país, contribuindo para que o sistema socioeducativo tivesse outros patamares”, atestou.

De acordo com Fernando Alves, que é fundador da Rede Cidadã com um grupo de empresários de Minas Gerais, o trabalho da Rede já alcança 50 cidades de sete estados brasileiros e com uma disposição muito grande de crescer no Ceará: “E vamos fazê-lo”, prometeu. O plano de crescimento é para 200 cidades no país.

“A Rede Cidadã foi fundada em cima da crença de que o Estado não é isolado nas respostas das soluções sociais. Porque o Estado é isolado de uma maneira desleal por parte da sociedade que considera que pagar os seus impostos é o que a sociedade deve fazer, o Estado faça a sua parte”, criticou.

Sobre o atual momento , Fernando disse que é uma alegria assistir que “todos estamos juntos em torno de um mesmo objetivo. Como disse a coordenadora Ana Cruz: precisamos de todos juntos para construir a transformação da nossa sociedade, especial para os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas”, finalizou

Parceria Vitoriosa

O empresário Roberto Macedo, do Grupo J. Macedo, reservou a manhã para poder acompanhar todo o encontro virtual. A empresa, que também atua na área ambiental, é parceira da Rede Cidadã nos projetos realizados em Fortaleza.

“Eu me sinto confortável depois de um encontro desses. Os jovens estão aí provando que o resultado é muito satisfatório. A casa é de vocês, o quinto andar foi reservado no prédio do projeto J. Legal. Eu sinto a vibração dos meninos, dou palestras. Estou muito feliz e quero parabenizar a todos os envolvidos. E que toda a sociedade participe junto com as instituições, pois vale a pena”. É muito bom ver os jovens reinseridos no mercado de trabalho”, disse Roberto Macedo.

 





Por , em 2021-07-29 17:27:00


Fonte www.ceara.gov.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: