Estudante morto em Fortaleza estava prestes a fazer concurso e sonhava em ser PM – Jornal Notícias do Ceará

Matheus Rodrigues Soares da Silva, de 22 anos, foi morto no Grande Pirambu, em Fortaleza, na última quinta-feira, 21. O rapaz era estudante de cursinho e estava prestes a fazer o concurso da Polícia Militar do Ceará, que ocorre no dia 7 do próximo mês. Ele sonhava em tornar-se um agente de segurança pública. 

Amigos de Matheus lamentaram a morte dele nas redes sociais. O rapaz estava em uma partida de futebol em uma quadra na Rua Nossa Senhora das Graças, quando criminosos chegaram na quadra e permaneceram observando Matheus. Quando perceberam que ele estava saindo, começaram os tiros. 

O rapaz morou no Pirambu e, recentemente, se mudou para o bairro Carlito Pamplona. Ele fazia cursinho preparatório para concurso público e publicava diversas imagens com vestimentas que faziam alusão a Polícia Militar.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Um dos professores de Matheus relatou, nas redes sociais, que ele foi morto por estudar para o concurso da Polícia Militar. “É revoltante e causa muita impotência na gente”, relatou. 

SSPDS

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), apura as circunstâncias de um homicídio registrado na noite dessa quinta-feira (22), no bairro Pirambu, na Área Integrada de Segurança 8 (AIS 8) de Fortaleza. Na ocasião, um homem de 22 anos foi morto a tiros dentro de uma quadra esportiva. A Polícia Militar do Ceará (PMCE) realizou buscas na região. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve no local e colheu indícios que auxiliarão nas investigações. Um inquérito foi instaurado na 8ª Delegacia do DHPP. Diligências são realizadas visando chegar à autoria do crime.

Outro caso 

 Integrantes de uma organização criminosa torturaram e mataram um jovem de 19 anos por ele morar em um bairro de grupo rival. Arion Alencar da Silva, 19, foi visitar a namorada do Pecém, mas acabou interrogado por criminosos. 

O jovem identificado apenas como Luan foi esquartejado, decapitado e teve a cabeça exposta nas redes sociais por integrantes de facções. 

– Tenha acesso a todos os colunistas. Assine O POVO+ clicando aqui.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Por , em 2021-10-22 23:37:17


Fonte www.opovo.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: