Fortaleza não deve exercer direito de compra de lateral, e jogador deve retornar ao Santos em 2022; entenda | Torcedores – Jornal Notícias do Ceará

Crédito: Divulgação/ Fortaleza

Perto do fim do vínculo de empréstimo com o Fortaleza, Daniel Guedes pode reintegrar o elenco do Santos em 2022. A diretoria tricolor considera altos os valores para a permanência do lateral-direito. E, por isso, não deve exercer a compra em definitivo do atleta.

O Torcedores.com apurou que o acordo entre os clubes prevê a aquisição de 80% dos direitos econômicos do defensor por US$ 1,5 milhão (R$ 8,3 milhões, pela cotação atual). Com isso, o Santos ficaria com o restante do passe do jogador visando uma negociação futura.

Além de considerar os números inviáveis para o momento financeiro do clube, a diretoria cearense também avalia se vale a pena manter no elenco um jogador que deu pouco retorno técnico ao Fortaleza.

Contratado em março, Daniel Guedes foi indicado pelo ex-técnico Enderson Moreira. De lá para cá, foram 13 partidas com a camisa tricolor sendo quatro no Campeonato Brasileiro, duas na Copa do Brasil, três na Copa do Nordeste e quatro no Campeonato Cearense.

Ele chegou com status de dono da lateral-direita. Porém, alterou bons e maus momentos desde chegou no clube. Além disso, Daniel Guedes acumulou lesões e problemas musculares fazendo com que não conseguisse se firmar no time titular.

Além disso, o técnico Juan Pablo Vojvoda entende que há boas opções para a lateral-direita entre os jogadores à disposição no elenco como Tinga, atual dono posição e Yago Pikachu, que vem atuando como meia-direita.

Outro complicador para a permanência em definitivo de Daniel Guedes no Fortaleza é o fato de o clube estar mapeando o mercado. Afinal, Juan Pablo Vojvoda já sinalizou que deseja um lateral com mais rodagem para reforçar o time em 2022.

A carreira de Daniel Guedes

Cria do São Paulo, Daniel Guedes é da mesma geração que revelou o atacante Lucas Piazón, do Braga, Portugal. Porém, não chegou a atuar profissionalmente pelo Tricolor após seu empresário entrar em rota de colisão com os dirigentes da base.

Posteriormente, o lateral foi contratado pelo Santos em 2013. E na temporada seguinte fez sua primeira partida na equipe principal. Nesse ínterim, foram 64 partidas, um gol e uma assistência. Logo após deixar o Peixe, teve passagem pagada por Goiás e Cruzeiro. 

 

LEIA MAIS: 

Ramon na Roma? O que nós sabemos sobre o interesse do clube no jogador do Flamengo 

Coritiba irá devolver lateral-esquerdo, e futuro de jogador ainda é incerto no Santos 

Diretoria discute ampliação de contrato com destaque do Fortaleza no Brasileirão; saiba os detalhes



Por , em 2021-11-05 12:04:00


Fonte www.torcedores.com

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: