Benítez faz gol de falta no fim, e São Paulo arranca empate com o Fortaleza – 10/11/2021 – Jornal Notícias do Ceará

O reencontro de Rogério Ceni com a torcida do Fortaleza parecia que terminaria com os cearenses mais felizes que o treinador. Mas nos acréscimos do segundo tempo, em cobrança de falta perfeita, Martín Benítez garantiu o empate por 1 a 1 na Arena Castelão, pela 31ª rodada do Brasileirão – Robson abriu o placar para os donos da casa.

O resultado deixa o Fortaleza na quarta colocação, mas impediu que a equipe abrisse vantagem para Red Bull Bragantino e Corinthians, que perderam na rodada. Os cearenses estão com 49 pontos, o mesmo do time de Bragança Paulista e dois a mais que o Corinthians.

Já o São Paulo vê a Libertadores mais longe. A equipe ficou com 38 pontos, na 14ª colocação. O resultado faz com que o time de Ceni passe a olhar para baixo. O Juventude, primeiro time na zona de rebaixamento, tem 33 pontos.

Depois de dois jogos fora de casa, o São Paulo volta aos seus domínios na próxima rodada. A equipe de Rogério Ceni enfrentará o Flamengo, no Morumbi, no domingo (14), às 16h (de Brasília). Já o Fortaleza visita o Red Bull Bragantino, um dia antes, às 19h.

Foi bem: Depietri

Em sua primeira partida como titular desde que chegou ao Fortaleza, o atacante argentino foi bastante participativo no primeiro tempo, mesmo com as poucas chances criadas pela equipe cearense. Mas foi no segundo tempo que ele se destacou. Depois de brigar com Bruno Alves pela bola, Depietri partiu para cima de Marquinhos, improvisado como ala-direito, e fez o cruzamento para o gol de Ronald.

Foi mal: Igor Vinícius

Titular depois de atuações fracas de Orejuela, Igor Vinícius pouco fez para convencer Rogério Ceni a mantê-lo como titular. O lateral errou posicionamentos, principalmente no segundo tempo, e acabou sendo substituído por Marquinhos.

Ceni improvisa na ala direita, mas não dá certo

A lateral-direita tem sido uma dor de cabeça do São Paulo na temporada. Titular nos últimos jogos, Orejuela perdeu a posição para Igor Vinícius no jogo de hoje. O camisa 2, no entanto, teve um desempenho abaixo do esperado, com erros de posicionamento que deixaram o Fortaleza na cara do gol – Ronald desperdiçou uma chance clara no início do segundo tempo.

A má atuação fez com que Rogério Ceni decidisse arriscar uma improvisação. O jovem Marquinhos, atacante de origem, entrou no lugar de Igor Vinícius para fazer a função na ala-direita. A mudança, no entanto, não corrigiu o problema. Foi em cima de Marquinhos que Depietri conseguiu se livrar e fazer o cruzamento para o gol de Robson, que abriu o placar para o Fortaleza.

Vitor Bueno quase salva o São Paulo, mas Benítez garante o empate

O São Paulo ainda mostrava dificuldades na criação quando o gol de empate saiu. Em seu primeiro toque na bola, Vitor Bueno chutou no canto esquerdo de Marcelo Boeck. Enquanto os jogadores vibravam, no entanto, o VAR revisava o lance e anulava a jogada. O zagueiro Bruno Alves estava impedido no início da jogada que resultou no gol do camisa 12.

O jogo já caminhava para os minutos finais quando o empate veio do pé de outro jogador que tem sofrido para se firmar entre os titulares. Aos 47 minutos da segunda etapa, Martín Benítez cobrou falta com perfeição no ângulo de Marcelo Boeck, empatando o jogo.

O jogo do Fortaleza

O Fortaleza adotou uma tática de esperar o São Paulo para depois ver como se comportaria na partida. No primeiro tempo, a equipe deu a bola para o rival e apostou na marcação apertada na saída de bola. Foi assim que conseguiu desarmar Miranda e, em outra jogada, atrapalhar a saída por baixo de Tiago Volpi. Nenhum dos lances, no entanto, acabou em jogada de perigo.

Com o São Paulo com dificuldades para avançar, o Fortaleza passou a tomar conta das ações no segundo tempo. Apostando nas bolas longas e nas viradas de jogo, a equipe de Vojvoda assustou o time paulista por duas vezes em sequência. Na primeira, Ronald desperdiçou uma chance clara. Na sequência, no entanto, Robson aproveitou cruzamento de Depietri e abriu o placar.

O jogo do São Paulo

A equipe mais uma vez mostrou uma dificuldade de criação de jogadas quando atua no esquema com três zagueiros. Sem contar com Liziero no meio, as saídas de jogo passaram a ser mais laterais. A noite pouco inspirada de Reinaldo e Igor Vinícius, no entanto, facilitou a marcação do Fortaleza.

A dificuldade na criação gerou uma cena curiosa no segundo tempo. Quando o São Paulo já perdia por 1 a 0, Reinaldo chegou a discutir com Calleri por causa da movimentação do argentino. Até o técnico Rogério Ceni entrou na conversa para explicar como o camisa 30 deveria se movimentar para receber os passes do lateral.

Rogério Ceni tem encontro inédito com a torcida do Fortaleza

Imagem: Pedro Chaves/AGIF

“Gratidão, Ceni, mas hoje eu estou Vojvozado”. Foi com esse espírito que a torcida do Fortaleza encontrou pela primeira vez Rogério Ceni como técnico de um time rival – quando era técnico do Flamengo, Ceni encarou o Fortaleza com portões fechados. O treinador é bastante querido na equipe cearense por ter conquistado a Série B do Brasileirão, dois Cearenses e uma Copa do Nordeste.

O atual momento do Fortaleza, no entanto, faz com que a relação com Ceni fique guardada em um lugar especial, mas no passado. O Juan Pablo Vojvoda tem feito a equipe sonhar em disputar pela primeira vez a Libertadores.

Miranda + Léo = 400 jogos

Miranda comemora 300 jogos com a camisa do São Paulo - Erico Leonan / saopaulofc - Erico Leonan / saopaulofc
Imagem: Erico Leonan / saopaulofc

A partida no Castelão foi importante para dois jogadores do São Paulo. Miranda alcançou sua 300ª partida com a camisa tricolor e se tornou o 38º jogador com mais partidas pelo clube. Já Léo atingiu a marca de 100 partidas pelo São Paulo. Antes da partida, os dois receberam camisas especiais pelos feitos.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 1 X 1 SÃO PAULO

Motivo: 31ª rodada do Brasileirão
Data e hora: 10 de novembro, às 21h30 (de Brasília)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Público: 16.261 torcedores
Renda: R$ 338.195,00
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Auxiliares: Rafael Trombeta e Sidmar dos Santos Meurer (ambos PR)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Gols: Robson (13’/2ºT), para o Fortaleza; Benítez (47’/2ºT), para o São Paulo
Cartões amarelos: Matheus Jussa, Robson, Felipe Alves e Wellington Paulista, pelo Fortaleza; Éder, Rodrigo Nestor, Benítez, Gabriel Sara e Welington, pelo São Paulo
Cartões vermelhos:

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Benevenuto, Titi; Éderson (Jackson), Jussa, Ronald, Lucas Lima (Matheus Vargas), Bruno Melo; Robson (Wellington Paulista) e Depietri (Romarinho). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

SÃO PAULO: Volpi; Bruno Alves, Miranda, Léo; Igor Vinícius (Marquinhos), Nestor (Benítez), Igor Gomes (Gabriel), Gabriel Sara (Vitor Bueno), Reinaldo; Luciano (Eder) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.



Por , em 2021-11-10 23:30:40


Fonte www.uol.com.br

Redação

Deixe uma resposta