Passaporte de vacinação é instituído como obrigatório para eventos, bares e restaurantes no Ceará – Jornal Notícias do Ceará







12 de novembro de 2021 – 16:30
#coronavírus #Covid-19 #Passaporte da Vacina #Passaporte de vacinação #Saúde Ceará #Sesa #vacinação contra covid


Daniel Herculano – Ascom Casa Civil – Texto
Carlos Gibaja e Helene Santos – Fotos


O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou, na tarde desta sexta-feira (12), através de transmissão via redes sociais, o novo decreto de combate à pandemia de Covid-19. Entre as decisões tomadas em conjunto pelo comitê que delibera sobre o assunto, está a obrigatoriedade da apresentação do Passaporte da Vacina para ingresso em restaurantes, bares e eventos em todo o Ceará. O decreto vigora por 15 dias, a contar desta segunda-feira (15). Ao lado do governador estava o secretário da Saúde do Ceará, Marcos Gadelha.

“O comitê tomou uma decisão, e nós estamos, de forma oficial, implementando a partir da próxima segunda-feira (15) a exigência do Passaporte da Vacina para o ingresso, no Ceará, em restaurantes, bares e eventos em geral. Inclusive, não haverá mais restrição de horários em bares e restaurantes, mas com a exigência do comprovante de vacinação. Estivemos no exterior e era um protocolo comum a exigência desse documento para entrar em um restaurante, em um bar de um hotel, teria de comprovar a sua vacinação. Se está no ciclo vacinal de duas doses, comprove o esquema vacinal completo. E estamos implementando essa exigência com o único objetivo de proteger a população”, explicou o governador do Ceará.

“Estamos olhando para os dados dos outros países, e aprendemos que em todos os locais onde há mais surtos, mais mortos, e aumento nos índices de Covid são de pessoas não vacinadas”, aponta Marcos Gadelha.

Camilo Santana ressaltou que os números seguem muito favoráveis, mas, apesar da baixa positividade e baixa transmissão, a pandemia não acabou. “As pessoas que estão contraindo o vírus, e que estão tendo sintomas graves e precisando de internação, em grande maioria são aqueles que não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal. Isso demonstra a importância de você se vacinar. Aliás, quando a pessoa não se vacina, ela está comprometendo a sua vida individual, colocando ela mesma em risco, e compromete também a saúde do próximo, seja o seu familiar, o seu amigo de trabalho. Por isso é fundamental que toda a população que ainda não se vacinou, ou não tomou a segunda dose, procure uma unidade de vacinação e se vacine”, reforçou.

Vacinas salvam vidas

Gráfico desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Ceará comprova a eficácia da vacina. Foram cruzados os números de casos e óbitos confirmados por Covid-19 no Ceará em cada uma das 53 Semanas Epidemiológicas de 2020 e 2021. Os números mostram que o primeiro semestre deste ano é quando há o pico mais substancial da pandemia, com maior número de óbitos e casos. Em análise do gráfico de monitoramento, percebe-se que desde maio de 2021, quando a campanha de vacinação contra Covid-19 foi universalizada após as fases de grupos prioritários, a velocidade da imunização foi impulsionada, garantindo controle maior da pandemia no Estado.

Os dados mostram, por exemplo, que, no momento mais controlado do segundo semestre de 2020, os casos estavam em 4.311 por semana; em 2021, esse número caiu para 554 casos. A mesma diminuição é observada nos óbitos. A semana mais controlada do segundo semestre do ano passado teve 59 mortes. Na deste ano, somente quatro.

O secretário de Saúde mostrou na transmissão ao vivo que a queda em números de óbitos, casos, internações e procura por unidades de saúde só foi possível com o avanço da vacinação em todo o Estado. Da população apta à vacina no Ceará, as aplicações já alcançaram 85,9% com a primeira dose e 70% com o esquema vacinal completo – para as duas doses ou dose única.

O Vacinômetro da Sesa registra que, até as 17 horas desta quinta-feira (11), foram aplicadas 12,33 milhões de doses. Com isso, 6,62 milhões de cearenses receberam a D1, enquanto 5,37 milhões completaram o esquema vacinal, considerando D2 ou dose única da Janssen. Já para a terceira dose totaliza 341.588.

“Somente com as vacinas e a vacinação é que vamos superar a pandemia. Temos visto que pessoas que tomaram a primeira dose acabam não tomando a segunda dose, mesmo com o agendamento. Pessoas que foram chamadas para a terceira dose, mas que não compareceram, e até mesmo pessoas que não se vacinaram de jeito nenhum, mas que precisam se vacinar. Os números mostram que os casos graves de pessoas internadas são de pacientes não vacinados ou que não completaram o esquema vacinal ainda”, reforçou o governador.

Passaporte da Vacina

Para comprovar a tomada da vacina e acessar bares, restaurantes e eventos no Ceará, basta apresentar o Certificado Nacional de Vacinação contra Covid-19. Para isso, é necessário acessar o aplicativo Ceará App, que está em pleno funcionamento para sistema iOS e em implementação gradual para Android. Também é possível emitir o documento pela página ConecteSUS . Por esses canais, a partir de dados do CPF, é possível acessar e baixar o documento.





Por , em 2021-11-12 16:30:00


Fonte www.ceara.gov.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: