Sobral registra aumento de internações por Covid e comprovante vacinal será exigido em comércios – Jornal Notícias do Ceará

Em pronunciamento durante a inauguração da ciclovia Lela, nesta quinta-feira, 11, o prefeito de Sobral, Ivo Gomes, anunciou que o Município registrou um aumento de casos de Covid-19. Segundo ele, houve uma elevação súbita de internações nos municípios que ficam no entorno de Sobral ( de 1 caso para 20 em uma semana). O gestor irá assinar um decreto que exige o comprovante vacinal para adentrar em estabelecimentos comerciais nas próximas semanas.

LEIA TAMBÉM| Nova diretoria da Funsaúde toma posse sob críticas de perda de autonomia

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“Estamos sob controle, mas há um grande movimento de pessoas que vão para a Serra Grande, onde está tendo esse surto”, disse Ivo. Ele segue destacando que Sobral sempre foi referência em vacinação. “Agora é a onda de Covid dos não vacinados. Sobral não pode se render aos imbecis”, afirma.

Leitos

Com a queda dos casos em todo o Estado, em acordo junto ao Governo, Sobral ficaria com 20 leitos de UTI disponíveis para casos da doença, mas, depois do aumento, esse número passará para 30, segundo informações da secretária de saúde de Sobral, Regina Carvalho. “Nós tínhamos decidido com o Estado que Sobral ficaria com apenas 20 leitos de UTI, mas ainda não tínhamos colocado isso no sistema quando houve esse aumento”, explicou. De acordo com Carvalho, os 30 leitos serão distribuídos entre o Hospital Alves e o Hospital Regional de Sobral, com 30 e 10 leitos para cada, respectivamente. 

LEIA TAMBÉM| Paracuru terá festa de Réveillon e evento será teste para Carnaval de 2022

De acordo com Regina, o aumento de casos de Covid em outros municípios ocorre especialmente na região da Serra da Ibiapaba, mas alguns casos em Sobral já foram registrados: pessoas acima de 60 anos que tomaram apenas as duas primeiras doses vacina, faltando , portanto, a dose de reforço; bem como pacientes com idade abaixo de 60 anos que não tomaram nenhuma dose de vacina ou que tomaram apenas uma dose. Ela ressalta também que há casos de pessoas vacinadas com as duas doses. 

LEIA TAMBÉM| Quem poderá receber o Auxílio Brasil e como se cadastrar?

“Pretendemos, além de ampliar os leitos, continuar trabalhando em toda a região para que possamos avançar na vacinação. Precisamos que as pessoas que tomaram as duas doses da vacina há seis meses, ou mais de seis meses, tomem a dose de reforço”, diz Regina.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Por , em 2021-11-12 11:18:00


Fonte www.opovo.com.br

Redação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: